Criarumemail.com/

Notícias

A cantora Fabiana Anastácio morreu na madrugada desta quinta-feira (4) após ficar internada em razão de infecção pela Covid-19. A artista estava internada há cerca de uma semana em um hospital de São Paulo e havia sido encaminhada para a UTI após apresentar complicações da doença.

Pelas redes sociais, amigos de Fabiana lamentaram a morte precoce. A cantora Shirley Carvalhaes enviou os sentimentos para a família da artista através das redes sociais.


Hoje tivemos uma grande perca em nosso cenário musical, uma grande amiga foi morar com Jesus e fazer parte das Mansões Celestiais, nós do ministério Shirley Carvalhaes prestamos nossos sentimentos a toda a Família pela grande perda, não é fácil perder alguém assim, estaremos orando e intercedendo para que o Senhor Jesus conforte o corações de todos – escreveu a assessoria de Shirley.

Na última nota sobre o estado de saúde da cantora, divulgada pela equipe de Fabiana ainda na quarta-feira (3), o quadro de saúde da artista era estável, mas ela apresentava dificuldade para respirar.

– Ela continua na UTI do hospital aqui em São Paulo. Seu quadro geral ainda é estável mas com um pouco de dificuldade pra respirar. Lembrando que essa dificuldade tem haver com seu peso, ou seja, a recuperação toda tem a tendência de ser mais lenta por causa disso. Continuamos em oração e contando com essa corrente de oração que se espalhou pelo Brasil e outros países – relatou o comunicado.

Intérprete de hits pentecostais como Sou Eu e Adorarei, a cantora Fabiana Anastácio foi diagnosticada com coronavírus junto com o marido, o pastor Rubens Nascimento, que também apresentou sintomas, mas foi liberado do hospital para repousar em casa.





Marcando sua primeira semana à frente da presidência do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Luís Roberto Barroso reuniu-se nesta segunda-feira (1º), por videoconferência, com os presidentes dos 27 Tribunais Regionais Eleitorais. Na ocasião, o ministro se disse confiante de que a tarefa de organizar e conduzir as eleições municipais de 2020, apesar de dura, será cumprida com perfeição pela Justiça Eleitoral. “As eleições não serão fáceis, mas com alegria e serenidade, seremos capazes de realizá-las com sucesso”, afirmou.

Do Maranhão, o desembargador-presidente Tyrone José Silva, ao se apresentar ao ministro Luís Roberto Barroso, assinalou ter tomado posse no dia 19 de maio e que está muito determinado em colaborar para que a eleição seja um sucesso, ainda que haja um ou outro atraso. Registrou, a propósito dos projetos mencionados pelo ministro Barroso, que no Maranhão já estão em andamento os projetos Voto Jovem na Escola e o de incentivo à participação da mulher nas eleições, além de ter informado sobre a realização, no dia 8 de junho, do Congresso Nacional de Direito Eleitoral em que um dos principais temas é este último. "Estamos aqui dispostos, satisfeitos e empolgados em trabalhar com vossa excelência", finalizou.

O desembargador Joaquim Figueiredo, vice-presidente e corregedor do TRE-MA, e o diretor-geral Gustavo Vilas Boas, também participaram da reunião com o ministro, que foi uma oportunidade para que Luís Roberto Barroso apresentasse a sua equipe e os pontos importantes de sua gestão, além de abordar assuntos relativos à organização das eleições municipais de 2020.

O presidente do TRE da Bahia, desembargador Jutahy Junior, que também preside o Colégio de Presidentes de Tribunais Regionais Eleitorais (Coptrel), falou em nome dos colegas para saudar o ministro Barroso. Ele afirmou estar confiante no sucesso da condução das eleições deste ano mesmo em face do contexto extraordinário imposto pela pandemia de Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

Possibilidade de adiamento

Considerando as medidas impostas pelas autoridades sanitárias para combater a pandemia e a evolução da curva de contágio no país, Luís Roberto Barroso afirmou que é possível que as eleições, inicialmente previstas para ocorrerem em outubro, precisem ser adiadas para novembro e dezembro. Segundo ele, o Congresso Nacional – a quem cabe aprovar a emenda constitucional que estabelecerá esse adiamento – já está estudando a hipótese de que o primeiro turno da votação para prefeitos e vereadores ocorra no dia 15 de novembro e, o segundo, no dia 6 de dezembro.

Barroso adiantou que o TSE, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal concordam que o adiamento deve ocorrer pelo menor tempo possível, de modo que não seja necessária a prorrogação dos mandatos dos políticos. Ele disse que tem ouvido médicos infectologistas, sanitaristas e epidemiologistas, e que acredita que a curva de contágio do novo coronavírus já estará num viés descendente no fim do ano, o que possibilitaria a realização das eleições com segurança.

Segurança sanitária

Fazer com que as eleições não se constituam em risco para a saúde dos eleitores e dos colaboradores da Justiça Eleitoral tem sido uma grande preocupação do TSE, afirmou Luís Roberto Barroso. O ministro disse aos desembargadores que essa questão deverá voltar a ser tratada com mais detalhes no futuro, mas adiantou que o Tribunal buscará a colaboração da iniciativa privada para a doação de máscaras, álcool em gel e demais itens de segurança que possam garantir, sem mais custos para os cofres públicos, eleições sem riscos para todos.

Também para minimizar o contato físico e a possibilidade de transmissão do novo coronavírus, o presidente do TSE informou que, provavelmente, a identificação dos eleitores por meio da biometria será dispensada nas eleições deste ano.

Pontos principais

O ministro Luís Roberto Barroso fez um apelo aos desembargadores para que se empenhem em dois pontos que considera essenciais para a organização das eleições municipais de 2020: a manutenção e o remanejamento das urnas eletrônicas.

Barroso pediu que os TREs se assegurem de que a manutenção preventiva das urnas eletrônicas sob sua responsabilidade não seja interrompida ou comprometida em virtude da pandemia de Covid-19. Isso porque, segundo o presidente da Corte Eleitoral, ter essas urnas em pleno funcionamento é muito importante, considerando-se que está atrasada a licitação para a compra de novos equipamentos e a reposição dos que já se tornaram obsoletos.

Em razão desse atraso na licitação e da consequente diminuição no número de equipamentos disponíveis, Luís Roberto Barroso adiantou que será necessário fazer um remanejamento das urnas entre os estados. Ele também estimou que o número médio de eleitores para cada equipamento aumentará de 380 para 420.

Horário de votação

Considerando esse aumento de eleitores por urna e o contexto de isolamento social em que aglomerações devem ser evitadas, o ministro Luís Roberto Barroso disse que estão sendo estudadas alternativas para a votação. Uma delas é que o dia da eleição comece mais cedo, às 7h, e se estenda até as 20h.

Presidentes de TREs também propuseram que os votos sejam colhidos em dois dias, com os eleitores de cada seção designados para votar num determinado dia. Ou, ainda, que sejam estabelecidos dias diferentes de votação para grupos de municípios, o que possibilitaria que mais urnas fossem usadas em cada cidade e, depois, levadas para as eleições nas cidades seguintes. Por fim, ainda está sendo considerada a possibilidade de se dividir a votação por turnos, conforme a idade.

Em virtude do aumento dos custos com mesários e com o apoio das Forças Armadas e para garantir a segurança das urnas, o presidente do TSE avaliou que a votação em dois dias por cada turno seria a opção menos viável.

Campanhas

O ministro Luís Roberto Barroso apresentou ao Coptrel as campanhas que a sua gestão encampará nos próximos dois anos. A primeira delas promoverá o voto consciente. A proposta é que, nas palavras do ministro Barroso, os eleitores pesquisem a vida dos candidatos para escolher em quem votar e cobrem dos eleitos o cumprimento dos seus papéis como pessoas públicas.

A segunda campanha tem a finalidade de atrair os jovens e as mulheres para a política. Luís Roberto Barroso confidenciou aos desembargadores que, na sua trajetória como professor de Direito, viu poucos alunos com o ideal de mudar o mundo a partir da política. Contudo, destacou que a classe política precisa da renovação que os jovens e as mulheres podem trazer.

Por fim, o enfrentamento da desinformação também merecerá uma atenção especial. Adiantou que pretende reunir as plataformas de mídias sociais, às quais, segundo ele, compete coibir o uso de robôs e outros mecanismos de disparos em massa de notícias falsas ou caluniosas que desinformam a população.

Fonte: TSE, com edição
https://www.instagram.com/tv/CAu305InVrg/?igshid=jqzhm39dvh5y
Agradeço a participação de todos que assistiram a minha LIVE, realizada ontem (25). Falei sobre meus Projetos apresentados na Câmara Municipal:
📢Preposições referentes ao Combate do Covid19 em nosso município;
📢Representações Judiciais em benefício da sociedade;
📢Do meu papel como Coronel da PMMA e como Vereador na cidade de Bacabal;
📢A Valorização dos profissionais de saúde e dos Funcionários Públicos que estão na linha de frente em combate ao Covid19;
📢Do não cumprimento das Leis Trabalhistas aos Funcionários públicos municipais;
📢Do Ofício-Requerimento encaminhado ao Secretário Estadual de Saúde, referente ao fornecimento do kits de medicamentos e do teste do Covid19;
📢Referência a corrupção do nosso município, bem como, algumas licitações fraudulentas referente ao desvio de verba pública;
📢Covas que foram “cavadas” no cemitério do Juçaral e da “intenção do Gestor municipal em construir um cemitério na Vila Frei Solano.
A nossa luta continua!
Para Deus, nada é impossível! “Tenho a consciência que estou exercendo meu trabalho como Vereador. Venho fiscalizando e elaborando projetos que beneficiam toda sociedade Bacabalense!”.
#VereadorCoronelEgídio
#VereadorAtuante
#Segurança&Compromisso
#SempreEmDefesaDoPovo

Acesse agora: https://www.instagram.com/tv/CAu305InVrg/?utm_source=ig_web_button_share_sheet

Texto. Gabinete do vereador



365 dias de prestação de serviço à sociedade ludovicense. Parece pouco tempo, mas a Procuradoria da Mulher da Câmara Municipal de São Luís tem desenvolvido um trabalho nobre em favor das políticas voltadas ao público feminino.

Neste sábado (30), o setor celebra o seu primeiro ano de fundação, o órgão tem como missão auxiliar as mulheres a saírem do ciclo de violência a que são submetidas no dia a dia.

Durante todo esse ano, a Procuradoria esteve sob o comando da vereadora Bárbara Soeiro (PSC). A parlamentar, na atual legislatura, é uma das três mulheres a ocupar um espaço de poder no Parlamento; além dela, na condição de eleitas pela população, destacam-se as vereadoras, Concita Pinto (PC do B) e Fátima Araújo (PCdoB).

Vale mencionar que a instalação do órgão se tornou viável na gestão do atual presidente da Câmara, o vereador Osmar Filho (PDT).

“A criação e atuação da Procuradoria somam-se neste propósito, de continuar trabalhando em favor de todas as mulheres da nossa cidade. Registro a condução excelente e de muita responsabilidade desenvolvida pela amiga e vereadora Barbára e toda a sua equipe durante esse período. Continuaremos com o objetivo de agilizar cada vez mais o trabalho em defesa da mulher vítima de violência familiar e doméstica’’, disse pedetista.

Barbara destaca diversas ações realizadas, como a criação da Procuradoria itinerante; o fortalecimento dos laços institucionais com outras entidades e os movimentos sociais que levantam a bandeira dessa luta; ampliação da rede de proteção por meio do atendimento individualizado através do encaminhamento às instituições competentes; além da atuação por meio de palestras nas escolas municipais e demais organizações.

“Sinto-me lisonjeada em estar à frente desse órgão; é de grande importância uma Câmara como a nossa possuir esse tipo de atuação, a Casa está de parabéns quando implantou a Procuradoria com esta consciência em trabalhar a autoestima e políticas voltadas às nossas mulheres’’, celebrou a vereadora.


Foi criado através do Projeto de Resolução Nº 13/2017, que altera e acrescenta dispositivos ao Regimento Interno da Câmara.

Entre as atribuições da Procuradoria estão a de zelar pela defesa dos direitos da mulher; receber, examinar e encaminhar aos órgãos competentes as denúncias de violência e discriminação; promover audiências públicas, pesquisas e estudos sobre violência e discriminação, bem como sobre a participação política das mulheres, no município.





Em nota divulgada pelas redes sociais, na noite desta quinta -feira (28), o vereador Ricardo Diniz (DEM), lamentou o falecimento do comunitário, Seu  Calixto, com quem compartilhava suas lutas em defesa dos menos favorecidos.

Acompanhe a nota do vereador na integra.

"Hoje, um anjo chegou aos céus.
              "Hoje, tenho um grande vazio em meu peito.
                     
  "Hoje, quem caminhou lado a lado comigo no jogo da vida, fazendo o diferencial na minha trajetória política, está ao lado de Deus agora.

**Seu Calixto**, um senhor admirável, paciente, educado, uma liderança forte e, acima de tudo, um verdadeiro amigo. Desde 2008, esteve comigo visitando as pessoas, principalmente na zona rural. 

"Sempre deu o seu melhor, contribuindo significamente para que tudo desse certo.

"À família de Calixto, dou meus pêsames e todo o meu apoio. Apesar da tristeza deste adeus, tenho certeza que o amor, quando é verdadeiro, nunca se apaga. Seu Calixto, certamente, ficará para sempre em nossos corações.
               
                           Ricardo Diniz 
                vereador de Sāo Luis.