Criarumemail.com/

Notícias


As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 encerraram no dia 17 de maio. Agora, o próximo passo é esperar até outubro quando o cartão com o local do exame será divulgado e aguardar o dia 3 de novembro, data de aplicação das provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias. E de acordo com um levantamento realizado com a ajuda de alguns cursinhos pré-vestibular, a melhor forma de se preparar para esse primeiro dia de prova é acompanhar atentamente os noticiários.

O levantamento aponta que mais da metade das questões nas provas de ciências humanas do Enem entre 2014 e 2018 abordaram formas de organização social, movimentos sociais, pensamento político e ação do estado (52%). Perguntas sobre diversidade cultural, conflitos e vida em sociedade foram o segundo grupo mais frequente (23%),  seguidas de itens a respeito dos domínios naturais e a relação do ser humano com o ambiente (15%).

As notas do Enem 2019 poderão ser usadas para ingresso no ensino superior. Você pode estudar em uma instituição pública por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), com bolsa parcial ou integral em faculdade particular com o Programa Universidade para Todos (ProUni) ou financiar sua faculdade por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). Além disso, é possível estudar em Portugal.

Provas do Enem 2019

As provas do Enem 2019 serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro, dois domingos consecutivos. Os participantes deverão chegar até as 13h, horário de Brasília, e as provas
começam às 13h30, com duração de 5h30 no primeiro dia e 5h no segundo.

Dia 3/11: Redação; 45 questões de Linguagens e Códigos; 45 questões de Ciências Humanas
Dia 4/11: 45 questões de Matemática; 45 questões de Ciências da Natureza


O pagamento do abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) e do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), exercício 2019/2020, começa na quinta-feira (25) da próxima semana. A liberação do dinheiro para os cadastrados no PIS vai considerar a data de nascimento e os do Pasep, o dígito final do número de inscrição.
Os trabalhadores que nasceram entre julho e dezembro receberão o abono do PIS ainda este ano. Já os nascidos entre janeiro e junho terão o recurso disponível para saque em 2020. Recebem também este ano os servidores públicos cadastrados no Pasep com dígito final do número de inscrição entre 0 e 4. Os com final entre 5 e 9 receberão no próximo ano.
A data para o fechamento do calendário de pagamento do exercício 2019/2020 está prevista para o dia 30 de julho de 2020. A estimativa é de que sejam destinados R$ 19,3 bilhões a 23,6 milhões de trabalhadores. O pagamento do abono salarial referente ao PIS será feito pela Caixa em suas agências em todo o país; e o abono do Pasep será pago no Banco do Brasil.

Quem tem direito

Para ter direito ao abono salarial do PIS/Pasep é necessário ter trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2018, com remuneração média de até dois salários mínimos. Além disso, o trabalhador tem de estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).
Para os trabalhadores que tiverem os dados declarados na Rais 2018 fora do prazo e entregues até 25 de setembro de 2019, o pagamento estará disponível a partir de 4 de novembro de 2019, conforme calendário de pagamento aprovado, e, após este prazo, somente no calendário seguinte.
Mais de 200 Municípios, entre Consórcios e Municípios, se inscreveram no Prêmio Muni-Ciência 2019-2020, desenvolvido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), com apoio da União Europeia no Brasil. A lista com as homologadas (finalizadas) está disponível aqui. Nos próximos dias as iniciativas válidas serão analisadas por uma Comissão de Especialistas e Técnicos da Confederação, que atribuirá uma pontuação de acordo com os critérios descritos no edital.
Entre esses critérios está a escolha de seis Municípios de cada uma das cinco regiões do Brasil. Além disso, será levado em consideração o porte do Município. Dos seis de cada região, um deve ser de grande porte (acima de 300.000 habitantes) ou Consórcio. Dois de médio porte (de 50.000 até 299.999) e três de pequeno porte (até 49.999 habitantes).
Se não houver inscrição de seis iniciativas em uma determinada região, as vagas remanescentes serão preenchidas pelas de maior pontuação, independente da região e do porte.
Importante destacar que nesse processo serão respeitadas as diferenças do que é inovação em cada região. As 30 iniciativas melhor pontuadas, passarão ainda pelo crivo do Conselho Político da CNM para validação. O resultado das que seguirão para a próxima fase será divulgado em 09 de agosto de 2019.
Entre 12 de agosto e 02 de setembro de 2019 acontece a 2ª etapa do prêmio. Nesse período as pré-finalistas deverão apresentar informações complementares, evidências da iniciativa e depoimento do prefeito (a). Depois do detalhamento, 10 finalistas seguirão para o voto popular na internet. O público terá de 07 de outubro de 2019 a 31 de março de 2020 para fazer a sua escolha.
Os gestores das cinco primeiras colocadas, por meio da votação popular, serão convidados para participar de um seminário internacional para troca de experiências. O resultado final será anunciado na XXIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios.
O Prêmio Mun-Ciência está em sua 3a edição e tem como objetivo identificar, reconhecer e compartilhar iniciativas municipais inovadoras, que impactam positivamente na administração pública e na sociedade.
 As inscrições para o prêmio
Os Municípios e Consócios interessados em participar do Prêmio MuniCiência tiveram de 09 de abril a 08 de julho para inscrever as suas iniciativas. MUNICIPIOS de todo o país participaram, algumas com mais de uma iniciativa.
Sobre o projeto UniverCidades – O prêmio faz parte do Projeto UniverCidades – Plataforma para o Desenvolvimento e Governança Municipal, realizado pela CNM em parceria com a União Europeia. O projeto considera a demanda dos prefeitos e, como uma das primeiras atividades desenvolvidas, realizou pesquisa junto aos gestores para compreender as características de suas demandas por conhecimentos e informações, além de um levantamento que busca identificar arranjos e parcerias já existentes entre centros de ensino e pesquisa e Municípios. Para fomentar o diálogo entre centros de ensino e Municípios, realiza seminários regionais.

Quem passar pelo Aeroporto Internacional de São Luís/Marechal Cunha Machado (MA) pode desfrutar da nova rede Wi-Fi gratuita enquanto aguarda o voo. Para que o acesso seja liberado, o usuário deverá procurar a rede "Infraero Free Wi-Fi". Após se conectar ao sinal disponível, o usuário terá acesso grátis à internet por até uma hora, mas quem precisar de velocidades ainda maiores poderá adquirir assinaturas nas modalidades de um dia ou mensal.

A facilidade faz parte de uma nova estratégia da Infraero, que firmou contrato com a empresa norte-americana Boingo Wireless, líder mundial no segmento. A operação ocorre em conjunto com a Ziva, empresa latino-americana de infraestrutura sem fio, reconhecida por suas soluções flexíveis de hardware e software. As duas empresas foram selecionadas para o serviço após a apresentação de uma oferta conjunta à licitação conduzida pela Infraero.

“Os anúncios do Wi-Fi já estão em todo o terminal e vão melhorar a experiência dos nossos usuários. Com conexões mais velozes e acesso simplificado, o serviço vai atender a demanda por conectividade do passageiro com maior velocidade e qualidade durante a espera do voo”, destacou a superintendente do aeroporto, Tayse Brandão.

Com capacidade para receber até 5,1 milhões de passageiros por ano, o terminal maranhense fechou o primeiro semestre 2019 com aumento na movimentação de passageiros. Mais de 799 mil pessoas foram transportadas no período, aproximadamente 4,4 mil viajantes/dia. O volume é 7,1% maior que o aferido nos seis primeiros meses do ano anterior.

Já o movimento operacional referente ao mês de junho superou expectativas e atingiu a melhor marca dos últimos três anos. Com 136 mil embarques e desembarques realizados, o número representa um incremento de 5,4% em relação a 2018, que computou 129,7 mil viajantes; 10,2% na comparação com 2017, quando 124,2 mil pessoas utilizaram o terminal maranhense; e de 18,2% com o mesmo período de 2016, que teve 115,8 mil passageiros.

Operam regularmente no terminal três companhias aéreas: Latam, Gol e Azul, com 24 voos diários, cujos principais destinos são: Recife (PE), Imperatriz (MA), Guarulhos (SP), Belém (PA), Brasília (DF), Confins (MG), Fortaleza (CE) e Rio de Janeiro (RJ).  
Pesquisa IBOPE aponta que, para 93% dos brasileiros, o exame toxicológico deve ser obrigatório para todos os condutores profissionais, independente do meio de transporte, seja ele: rodoviário, ferroviário ou aéreo.

A pesquisa trouxe outro dado revelador. Apesar de o Governo Federal propor o espaçamento dos exames médicos para a renovação da carteira (de 5 para 10 anos), a grande maioria dos pesquisados, 70%, preferem que esses exames regulares sejam realizados de 5 em 5 anos. Atualmente, os motoristas em geral, realizam exames médicos e exames psicológicos para renovação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), a cada cinco anos.

Com objetivo de levantar a opinião da população sobre temas relacionados à realização do exame toxicológico e exames médicos,  a Pesquisa IBOPE teve apoio das seguintes instituições: OAB, SOS Estradas, ONG Trânsito Amigo e ITTS.

Em junho/2019, o presidente Jair Bolsonaro encaminhou um projeto de lei PL 3267/19 ao Congresso que permite eliminar a obrigatoriedade do exame Toxicológico para motoristas de veículos pesados: ônibus, vans e caminhões. Esse exame é obrigatório desde março de 2016, na renovação da Carteira C D e E, e no meio da vigência, entre outras questões que podem tornar o trânsito brasileiro ainda mais inseguro. O Brasil é o terceiro pais que mais mata no trânsito no mundo. Alvo de diversas críticas, o projeto de lei ainda será discutido por algumas comissões, até chegar ao plenário da Câmara e do Senado.

DADOS TÉCNICOS DA PESQUISA:
Número de entrevistados: 2002
Municípios: 144
Sexo: masculino e feminino
Margem de erro: Máxima de dois pontos percentuais, para mais ou menos.

* Podemos te enviar a íntegra da Pesquisa IBOPE. Basta solicitar, por e-mail ou por telefone.